Federação de Montanhismo
do Estado do Rio de Janeiro

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

2015 - Rio nas Montanhas (2a SBM)

E-mail Imprimir PDF


A 2a Semana Brasileira de Montanhismo tem o tema Rio nas Montanhas, pois busca justamente exaltar esse relacionamento dos cariocas para com suas montanhas, destacando o uso recreativo das encostas e cumes e a intensa conexão emocional que as montanhas despertam na população carioca. Para tal, a FEMERJ está programando as atividades abaixo relacionadas para acontecer entre 01 e 03 de maio de 2015 no maior centro de escalada em área urbana no planeta, com inúmeras opções de vias de escalada e trilhas para caminhada de fácil acesso e alta qualidade, a Urca:



APOIO

RIOTUR
   

 CURTLO 


MÍDIA

MOUNTAIN VOICES 

REALIZAÇÃO

CORREALIZAÇÃO

Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada



 

Brasileiro 2015

E-mail Imprimir PDF

PREPAREM-SE


Acompanhem nossa página, em breve divulgaremos todos os detalhes da competição.
Horários, inscrições e regulamento, neste site, a partir de março.



Última atualização ( Qui, 05 de Fevereiro de 2015 12:19 )
 

Assembleia Geral

E-mail Imprimir PDF

Conforme editais divulgados em 21/01/15, o Presidente da FEDERAÇÃO DE ESPORTES DE MONTANHA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - FEMERJ, convoca suas filiadas para a Assembleia Geral Ordinária e a Assembleia Geral Extraordinária que serão realizadas no dia 24.02.2015 na sede do Centro Excursionista Rio de Janeiro – CERJ, na Av. Rio Branco, 277 / 805 - Edifício São Borja - Centro, Rio de Janeiro/RJ.

 

Comunicado - Normas para abertura de vias do PNI

E-mail Imprimir PDF

Em outubro de 2014 foi realizado um Seminário de Minimo Impacto para abertura de vias em Itatiaia, foram 2 dias de apresentações, intenso e participativo debate e troca de sugestões, a partir de um  texto base para discussão produzido por um grupo de trabalho. Como nos demais seminários semelhantes já realizados em outras UC  [Urca (MONA Pão de Açúcar), PE Serra da Tiririca, PE Pedra Branca, PE Três Picos, e MONA Pedra do Baú]  a expectativa é que este seja incorporado às normas das UC, construindo um processo participativo e de confiança entre a gestão da UC e a comunidade montanhistas.

Porém, o seminário do PNI teve algumas peculiaridades em relação aos outras experiências de Seminário, pois o parque não esteve envolvido diretamente das discussões, e o documento gerado do Seminário ficou para ser avaliado pela gestão da UC. Recentemente (22/01/2015) recebemos a informação do resultado da avaliação que gerou uma revisão do documento produzido no seminário (e já está publicado no site do PNI).

Primeiramente, a FEMERJ manifesta o conhecimento sobre a autonomia da gestão do PNI em definir as regras da unidade; e é também reconhecido o histórico do PNI em adotar estratégias de manejo da visitação mais limitadas e restritivas.   Da mesma forma, reconhecemos algum avanço da atual gestão do PNI na direção das boas práticas de manejo de visitação, em particular junto a sempre atuante Câmara Técnica de Montanhismo e Ecoturismo (CTME), e dessa forma reduzir a diferença em relação a gestão da visitação já alcançada pelos outros parques nacionais do Estado do Rio de Janeiro - Parque Nacional da Serra dos Órgãos e Parque Nacional da Tijuca, também sob gestão do ICMBio.

Contudo, é difícil não expressar um sentimento de decepção com a atitude alterar alguns dos fundamentos do documento elaborado no Seminário. Destaca-se que, embora as modificações do texto não sejam em todo o documento, elas alteram profundamente os conceitos ali contidos e refletem no caráter prático da proposta construída no seminário. Lamentamos, também que essas alterações quebram exatamente a motivação e um dos pontos fortes da realização dos  Seminários de Mínimo Impacto, que é a construção de um acordo entre a comunidade e a gestão da UC, em torno das boas práticas em ambientes naturais.

Consideramos que seria possível dar maior respaldo ao produzido pela comunidade montanhista, que apresenta um histórico de reflexão, debate e proposição de diretrizes para boas práticas em áreas naturais, de uma forma que pode ser considerada de vanguarda entre grupos de visitantes no país. A gestão do PNI, com apoio da atuante CTME, poderia através de um simples monitoramento acompanhar o desempenho das diretrizes propostas no seminário, e realizar os ajustes que se fizerem necessários.

Desta forma, a FEMERJ solicita que seja reavaliada a posição do PNI, e adotado o texto original construído durante o Seminário.

Clique aqui para baixar o texto publicado no site do PNI

 

Reuniões Técnicas

E-mail Imprimir PDF


Última atualização ( Dom, 25 de Janeiro de 2015 01:15 )
 

Seminário Trilhas

E-mail Imprimir PDF


Seminario_Classificacao_Trilhas_copy

SEMINÁRIO DE CLASSIFICAÇÃO DAS TRILHAS

Já faz 61 anos que não é feita uma reavaliação da classificação das trilhas usada no Brasil, diferentemente da evolução da classificação / graduação das escaladas. Foi, assim, identificada uma lacuna no esporte e a necessidade de se debater uma nova classificação adequada à realidade dos dias atuais.

Para resolver essa questão a FEMERJ, com o apoio dos clubes, criou um grupo de trabalho que teve o objetivo de rever e atualizar essa classificação de forma que ela represente com clareza, de forma objetiva e simples as trilhas que possuímos.

Para finalizar o trabalho desse GT,  convocamos a todos a participar de uma reunião aberta onde será apresentado e validada a nova classificação. 

Baixe o documento que será debatido: classificacao-trilhas-v3.0.pdf

Data: 10/01/2015
Horário: 9h.
Previsão de Término: 14h ou 15h
Local
: Parque Lage (Parque Nacional da Tijuca) - R. Jardim Botânico, 414 - Jardim Botânico.
mature porn mom videos admirable dating sites            Escola de Artes Visuais (Casarão do Parque Lage) 
Pré-inscrição: Envie um email para: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. . No assunto, coloque: "Inscrição para Seminário de Trilhas" e no corpo do email, coloque seu nome e, caso seja associado a alguma a entidade / organização, o nome da mesma.
A pré inscrição acabará às 18h do dia 09/01/15.   

Entrada Gratuita

 

  

Última atualização ( Qua, 07 de Janeiro de 2015 12:39 )
 

Resultado do Campeonato de Boulder 2014 - Etapa ATM-RJ

E-mail Imprimir PDF

Clique AQUI para confirir o resultado do CAMPEONATO BRASILEIRO DE BOULDER 2014 - ETAPA ATM-RJ. 

 

ATM 2014

E-mail Imprimir PDF




26 de Abril, Sábado - Abertura da Temporada de Montanhismo, com Montanhismo Social


27 de Abril, Domingo - Abertura da Temporada de Montanhismo


PROGRAMAÇÃO

WORKSHOPS        CINE MONTANHA NA PRAÇA       PALESTRAS

                  CAMPEONATO BRASILEIRO DE BOULDER          OFICINAS       STAND CULTURAL

LANÇAMENTO DE LIVROS       SORTEIO DE BRINDES      E MUITO MAIS!

ATM NA MÍDIA

APOIO

RIOTUR
site_logo_trilhas_e_rumos site_logo_a5
 EQUINOX   Logo_Makalu-low   logo-NAFRONTEIRA   escalaalpin    

 ALPEN PASS 

   

 CURTLO 

 

 5.10 logo 


APOIO INSTITUCIONAL

MOUNTAIN VOICES CMV INSTITUTO MOLEQUE MATEIRO CEU  Aguiperj-_nova   sportsession_branco-01_1000 Canal_Off_logo


 

FEMERJ promove a conservação de montanhas através de mutirões no dia 21/09

E-mail Imprimir PDF

No dia 21 de setembro de 2013, foi o dia "Limpando Nossas Montanhas". O objetivo da ação era promover uma ação de limpeza de uma área de montanhismo, estimulando a educação ambiental e a promoção da conservação dos lugares que amamos, de maneira integrada com outras ações no Brasil - através do Programa Adote uma Montanha da CBME, na América Latina - através do A Limpiar Nuestras Montañas, do Acceso PanAm, e no mundo - através do Clean Up the World Day. 

A FEMERJ organizou um evento no Rio de Janeiro e apoiou diversos outros eventos. Foram registradas 06 ações no Estado que faziam parte desta mesma campanha: Limpeza de Boulders na Urca (FEMERJ), Coleta de lixo e reflorestamento (Pão de Açúcar Verde), Coleta de Lixo e Limpeza de Grafiti na Pedra Hime (PEPB e CEL), Coleta de Lixo no Alto Mourão (PESET, CNM e Igreja), Coleta de Lixo no Vale dos Deuses (PEPT e CEF) e Coleta de Lixo na Pedra da Gávea (PNT).

Mais de 50 adorable chinese sex hub voluntários participaram das diversas ações, promovendo:
- Limpeza de 5 boulders na Urca, em parceria com o MONA ão de Açúcar e o 1o GSFMA do Corpo dos Bombeiros (CBMERJ)
- Retirada de 30 kg de lixo da Urca e 20 kg no Parque Estadual da Pedra Branca (PEPB)
- Limpeza de boulder com pixação no PEPB, em parceria com o Centro de Escalada JPA, PEPB, ITPA e CEL
- Manutenção da trilha para a Pedra Hime, no PEPB, em parceria com o Centro de Escalada JPA, PEPB, ITPA e CEL
- Coleta de lixo no Vale dos Deuses no Parque Estadual dos Três Picos (PETP), em parceria do CEF com o PEPT
- Coleta de lixo no Parque Estadual da Serra da Tiririca - (PESET), em parceria do PESET com a Igreja Batista da Orla de Niterói através de seu Ministério ORLA AVENTURA
- Plantio de mudas no Parque Estadual da Serra da Tiririca - (PESET), em parceria do PESET com a Igreja Batista da Orla de Niterói através de seu Ministério ORLA AVENTURA

A campanha teve forte adesão dos montanhistas em outros locais: a América Latina, foram registradas 27 ações em 05 países: Argentina, Brasil, Honduras, Peru e Uruguay. No Brasil, foram registradas 19 ações em 06 estados: Ceará, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo.

A FEMERJ gostaria de agradecer todos os voluntários que participaram das ações, bem como exaltar o excelente trabalho dos organizadores que dedicaram tempo e esforço à essa campanha.

Agradecemos também o apoio do 1o GSFMA do CBMERJ e da Control Lab na ação de limpeza da Urca.





Apoio para ação na Urca:

Última atualização ( Sáb, 24 de Maio de 2014 09:31 )
 

Liberado Acesso A Pedra Hime e arredores

E-mail Imprimir PDF

Foi autorizada a liberação formal da entrada para as escaladas da Pedra Hime e arredores pela Mineradora Tamoio, a partir do mês de setembro de 2013.
O complexo da Pedra Hime é a mais importante área de escalada do Parque Estadual da Pedra Branca, e esta foi uma negociação de alguns anos.

O acesso beneficia escaladores que rumam para a Falésia dos Anéis, Morro Jair Lourenço incluindo a falésia Secreta, de Cima e todas suas vias de parede, para os morro do Carrô e Minchetti na serra da Escada D'Água e para aprópria pedra Hime em si. Para os caminhantes o benefícios principais são a trila para o cume da Hime e a travessia Hime-Pau da Fome.

A entrada formalizada se faz pela portaria da Mineradora Tamoio que fica na Estrada da Ligação, no 1397 (último número da rua sem saída).

Na portaria basta identificar-se e assinar uma simples declaração de conhecimento das regras e riscos, que fica disponível na mesma. Este procedimento já foi efetuado e confirmado por escaladores da região no fim de semana de 7 e 8 de setembro.

Parabéns para todos os envolvidos. Quero me permitir um agradecimento especial para o empenho de vários anos nessa luta dos montanhistas Felipe Dallorto (nosso representante no Conselho do PEPB) e da Flávia dos Anjos. E, também a fundamental participação do INEA no arremate da negociação...André e Dani, valeu por mais essa!
Obs: Pessoal, não é preciso lembrar a importância de seguir as recomendações indicadas na declaração para mantermos o acesso aberto.
Abs
Delson
FEMERJ-Presidente
Última atualização ( Seg, 09 de Setembro de 2013 14:27 )
 

Novo acesso as Aderências do Sumaré

E-mail Imprimir PDF

Entre na Rua Lopes Quintas e siga quase até o final, vire à esquerda na Rua Visconde Itaúna.

Depois, entre na primeira rua à direita e logo depois na primeira rua à esquerda (Rua Sara Vilela).

Ao http://the-hottest-lesbian.tumblr.com/ final, tem um larguinho sem saída, onde a trilha começa.

Siga pela mesma trilha da Cachoeira dos Primatas, numa entrada bem clara. Siga a óbvia trilha, passando pela área de escalada e pela cachoeira.
Suba pra parte alta da cachoeira e continue subindo a trilha. A trilha acompanha por vezes um cano de água e, às vezes, o cruza.

Há também marcas de solado de bota pintadas nas árvores (o logo da Trilha Transcarioca), na cor amarela.

Segue-se a trilha até o rio seco de pedras e, dali, é só subi-lo até a parede.

Primeiramente, passa-se por uma parede à direita com umas vias.

Para as vias mais clássicas, continue subindo e encontrará a parede à esquerda, onde estão as vias "Madame Satã", "Ladeirão" e outras.


Relato: Ricardo Daher (Draga)

Tracklog enviado por Felipe Hanover. Clique aqui para baixá-lo.
Última atualização ( Ter, 10 de Setembro de 2013 19:07 )
 

Aviso Dedo de Deus

E-mail Imprimir PDF

Atenção!


Os Cabos de Aço da trilha do Dedo de Deus encontram-se em estado precário, estando rompidos em alguns trechos.

Até a finalização de sua manutenção, é recomendável evitar sua ascensão.

Risco de Morte!

Última atualização ( Sex, 09 de Agosto de 2013 04:27 )
 

Resultados da 1º Semana Brasileira de Montanhismo

PDF




Última atualização ( Sex, 09 de Agosto de 2013 04:46 )
 
first
  
last
 
 
start
stop

Escalada em Parques

O montanhismo no Brasil ocorre predominantemente em áreas protegidas e Unidades de Conservação (UCs). É fundamental mantermos uma relação sustentável com os beautiful teen xxx videos free movies órgãos gestores das UCs.
Veja aqui alguns regulamentos para escalar em UCs no Rio.



O montanhismo e a escalada são inerentemente perigosos. Os riscos podem ser minimizados, mas não podem ser completamente eliminados sem descaracterizar as características próprias das atividades. Praticá-las, implica em assumir a possibilidade de ocorrência de lesões permanentes, acidentes graves ou mesmo fatais. Sua segurança depende do seu próprio julgamento, baseado numa instrução competente, experiência e conhecimento de sua real habilidade de escalar. Esse julgamento inclui a avaliação das proteções e o entendimento que toda e qualquer proteção ou equipamento está sujeito à falha, e cabe ao escalador julgar as condições e assumir os riscos da atividade. A prática do montanhismo e da escalada pressupõe que os praticantes conheçam os riscos envolvidos, assumindo as responsabilidades associadas a tais riscos.

Baixe aqui o Termo de Risco completo da FEMERJ



Filiada à

 Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada