Acceso PanAm – Pesquisa sobre a prática do montanhismo e da escalada no contexto do COVID-19

Acceso PanAm – Pesquisa sobre a prática do montanhismo e da escalada no contexto do COVID-19

O Covid-19 teve um impacto em quase todos os aspectos de nossas vidas e mudou a maneira como vamos para a pedra e para a montanha.

Desta forma, o Acceso PanAm gostaria de saber mais sobre as mudanças e impactos da pandemia na prática de montanhismo, caminhada e escalada. Por isso, convidam a todos para participarem da pesquisa sobre como a comunidade de escalada e montanhismo está enfrentando as restrições da pandemia. São apenas 10 minutos!

Participe da pesquisa apenas uma vez e até 22/06.

Verifique as recomendações Escalada e montanhismo com responsabilidade nos tempos do COVID-19. Lembre-se: a necessidade de praticarmos a escalada e o montanhismo responsáveis ​​continuará até que a pandemia termine.

Para maiores informações acesse o site do Acceso PanAm.

COVID-19: RECOMENDAÇÕES PARA A PREVENÇÃO E FUTURA PRÁTICA DAS ATIVIDADES DE MONTANHISMO NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

COVID-19: RECOMENDAÇÕES PARA A PREVENÇÃO E  FUTURA PRÁTICA DAS ATIVIDADES DE MONTANHISMO NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

A União Internacional de Associações de Alpinismo (UIAA), da qual a Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada (CBME) é membro, estabeleceu uma força tarefa denominada COVID-19 Crises Consultation (CCC) para tratar do impacto da crise nas atividades de montanhismo no mundo. Observa-se que, em diversos países com tradição no montanhismo, as atividades na montanha estão sendo retomadas observando o planejamento de flexibilização dos seus governos, que geralmente ocorrem quando a curva da pandemia se apresenta consistentemente decrescente.

No Brasil, as fases de flexibilização em relação ao isolamento também estão em andamento, todavia o quadro é de grande incerteza frente aos indicadores nacionais da pandemia, que ainda se apresentam elevados. No Estado do Rio de Janeiro o quadro é igualmente incerto, os indicadores também estão altos, porém medidas governamentais de flexibilização são constantemente anunciadas. Algumas prefeituras já divulgaram suas propostas de abertura, entre elas, algumas de municípios relevantes para a prática do montanhismo, como o Rio de Janeiro, Niterói e Petrópolis. 

Embora exista ansiedade em retomar as atividades de montanhismo, com o quadro de incerteza no Estado, a retomada deve ser realizada em momento oportuno e de forma lenta e gradual, possibilitando um melhor monitoramento dos indicadores e os ajustes necessários nas medidas de prevenção. A retomada precipitada e com planejamento inadequado poderá levar a um retrocesso nas medidas de flexibilização, agravamento dos quadros e potencial aumento de mortes.

Ler mais

Dia Mundial do Meio Ambiente

Dia Mundial do Meio Ambiente

Como cidadãos e montanhistas, devemos não apenas desfrutar dos prazeres que a natureza nos proporciona, como também lutar por um meio ambiente mais equilibrado.


Neste dia mundial do meio ambiente, a FEMERJ traz um fragmento do documento de princípios e valores do Montanhismo Brasileiro da Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada (CBME), nosso órgão máximo do montanhismo nacional, e convida a todos a ler o documento na íntegra, disponibilizado em nosso site oficial.

Ler mais

Montanhismo e COVID-19 – Atualizações da Federação de Esportes de Montanha do Estado do Rio de Janeiro (FEMERJ)

Montanhismo e COVID-19 – Atualizações da Federação de Esportes de Montanha do Estado do Rio de Janeiro (FEMERJ)

A FEMERJ, reitera firmemente a recomendação de manutenção do isolamento social, não praticando atividades de montanha no Estado do Rio de Janeiro.

Conforme amplamente noticiado nos meios de comunicação o cenário, lamentavelmente, é de ascensão da curva de contaminação, e com as limitações das vagas hospitalares.

Ler mais