Montanhismo e COVID-19 – Nota da Federação de Esportes de Montanha do Estado do Rio de Janeiro (FEMERJ)

Considerando o cenário de pandemia devido à COVID-19, a FEMERJ recomenda a todos os montanhistas e entidades filiadas que sigam rigorosamente as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e dos órgãos de saúde locais (Ministério da Saúde, Governos Estaduais e Prefeituras).

 

Vivemos em um momento no qual as decisões pessoais impactam diretamente no destino de várias outras pessoas. Isto porque a transmissão do vírus ocorre mesmo que o infectado não apresente sintomas (não tendo sua infecção contabilizada) – as estimativas são de que 79% dos doentes foram contaminados por pessoas que não foram contabilizadas como infectadas.1

 

Mas o que isso tem a ver com o montanhismo?

Quando saímos para caminhar ou escalar interagimos, mesmo que fracamente, com a comunidade local. Sabemos que nos grandes centros urbanos muitos locais de escalada estão com acessos fechados. Porém, em áreas mais isoladas, muitas montanhas continuam com acesso livre.

           

Ao sair para escalar neste período, principalmente em regiões menores (como Salinas/Três Picos, por exemplo), estamos expondo uma comunidade local – com menos recursos e estrutura de saúde – a uma doença que está incapacitando os maiores sistemas de saúde do mundo. Não obstante, sabe-se que o vírus continua no ambiente por algum tempo aumentando a chance de contágio mesmo em locais vazios.2

           

Além disso, ao sobrecarregarmos os sistemas de saúde com vítimas da COVID-19, impedimos que pessoas que necessitem de assistência médica por qualquer outra razão – como um acidente na escalada – não possam ser atendidas.

           

Assim, pedimos aos montanhistas que, mais uma vez, mostrem a solidariedade que sempre nos foi característica, evitem expor a si mesmos e aos outros.

 

As montanhas continuarão la, nos esperando.

 

  1. Li et al. (2020) Substantial undocumented infection facilitates the rapide dissemination of novel coronavirus (SARS-CoV2), Science 10.1126/science.abb3221.
  2. https://portal.fiocruz.br/pergunta/quanto-tempo-o-coronavirus-sobrevive-em-superficies